Levanta dessa cadeira, encara a vida sem medo!


Garota, abra os olhos. Olhe como o dia está lindo, como o céu é imenso e como a vida está de braços aberto a tua espera. Levanta dessa cadeira, encara a vida sem medo! Você pode e deve ser feliz, basta arriscar. Chegue naquele carinha e diga o quanto o ama. Diga a suas amigas como cada amizade é importante e ressalte sempre o valor que sua família tem. Não tenha receio das pessoas, jamais!
Conheça gente nova, novos lugares e esteja disposta a experimentar tudo que a vida tem a oferecer, desde que seja o melhor para você. Seja intensa em tudo, ame exageradamente, sorria completamente, viva descontroladamente. Agradeça por ser quem é, e ter o que tem!
Veja a vida sempre como uma oportunidade única, faça ela valer a pena e deixe marcas positivas nas pessoas. Faça de tudo para ser lembrada como um alguém especial. A vida te espera, a felicidade está pertinho de você, tenha coragem de encará-las. Tenha fé em um mundo melhor e faça o mundo ser melhor, pelo menos o seu mundo.
Não se isole, não deixe a tristeza se aproximar. Saia, divirta-se, dance, cante, grite, corra. Dê sua cara a tapa, brigue pelo o que achar certo, defenda sempre seu ponto de vista. E nunca, jamais desista dos seus sonhos, eles são o combustível de sua vida. Deixe os problemas para trás, esqueça seus compromissos de vez em quando...
Sinta a simplicidade do canto dos pássaros, a magia do silêncio, a força de um abraço, perceba o brilho de um olhar e o encanto de um sorriso. Veja a vida como um presente, a novela que quem protagoniza é você. É tão simples, tão fácil.Vai lá garota, simplesmente VIVA!

Pontes Indestrutíveis!


Buscando um novo rumo
Que faça sentido
Nesse mundo louco
Com o coração partido eu...
tomo cuidado
Pra que os desequilibrados
Não abalem minha fé
Pra eu enfrentar
Com otimismo essa loucura...

Quem é de verdade
Sabe quem é de mentira... sabe!

Não menospreze o dever
Que a consciência te impõe
Não deixe pra depois
Valorize a vida...

Resgate suas forças
E se sinta bem
Rompendo a sombra
Da própria loucura
Cuide de quem
Corre do seu lado
E quem te quer bem
Essa é a coisa mais pura...


Fragmentos da realidade
Estilo mundo cão
Tem gente que desanda
Por falta de opção...
E toda fé que eu tenho
Eu tô ligado
Que ainda é pouco
Os bandidos de verdade
Tão em Brasília tudo solto
Eu faço da dificuldade
A minha motivação!
A volta por cima
Vem na continuação
O que se leva dessa vida...

é o que se vive, 
...é o que se faz!

Saber muito é muito pouco...


Que importa é se sentir bem
Que importa é fazer o bem
Eu quero ver meu povo todo
Evoluir também

Difícil é entender
E viver no paraíso perdido
Mas não seja mais um iludido
Derrotado e sem juízo
Então!


Que importa é se sentir bem
Que importa é fazer o bem
Eu quero ver meu povo todo
Prosperar também

Que importa é se sentir bem...


Viver, viver e ser livre
Saber dar valor
Para as coisas mais simples

Só o amor constrói
Pontes Indestrutíveis...

... não ficar pensando em "namoradinho" ?


Não esperava que nos encontrássemos nesse dia... nem era um dia especial, e já era tarde para nos vermos... Mas ele veio até mim... um sentimento indescritível transbordou... Meu olhos não devem ter negado... 
E é assim que nos encontramos! A risada é inevitável ao lado dele...
A cada dez minutos me dizia o quanto eu era linda, e eu, o quanto ele era bobo em repetir isso tantas vezes... E fazia piadas sobre meu cabelo bagunçado, e me dava um sermão que eu deveria estudar mais e não ficar pensando em "namoradinho"...

Fez piada quando minha boca estava suja de sobremesa, enquanto a sua estava toda lambuzada de sorvete. Eu dizia a todo tempo que eu não queria presente, e que o melhor presente do mundo estava presente comigo naquele momento,  fazendo com que ele corasse o rosto e abrisse um sorriso tímido. 

A gente se completava de um jeito diferente...
aquele que ninguém acreditava que ia dar certo (nem eu mesma), mas que só nós entendíamos. Ele não era (nem é) um príncipe, ele não abriu a porta do carro pra mim entrar e nem se agachou  para me pedir em namoro. Tinha inúmeros defeitos. Mas mesmo assim eu o amo, e quero lhe fazer muito feliz enquanto puder...


*05/11/2012 - Uma segunda-feira, depois que eu fiz um teste em SP, você veio...

Dizer adeus...



A vida me ensinou a dizer adeus às pessoas
que amo, sem tirá-las do meu coração...

Nada do que eu diga faria diferença...

Você não saberá quantas vezes falei seu nome em conversas paralelas,
e quantas músicas escutei pensando em você.
 Não vai saber às vezes em que escrevi seu nome no caderno, na mesa, na parede.
Às vezes em que te liguei e desliguei em seguida, só para ouvir sua voz.
 Porque estava com saudades.
Você sempre me causou uma saudade imensa,
mesmo que você nunca tenha percebido. E eu nunca demonstrado.
Também não vai saber que já fiquei olhando fotos suas por longos minutos,
 e sorrindo sozinho. Nada do que eu diga faria diferença.
Nada do que eu faça mudaria alguma coisa entre nós.
E é exatamente por isso, porque os meus segredos não mudam nada
 e as minhas verdades não são suficientes para quebrar
 as mentiras e ilusões criadas. Que você não vai saber.
 Não precisa se importar, não precisa entender.
 Adeus ou até logo. Que seja.
Quem amou fui eu, não você...

A...corda!


Muitas vezes as reviravoltas servem para nos sacudir
para nos fazer acordar.
Para mostrar que a gente merece mais, muito mais!!!


Não vale a pena se desgastar com ignorância, fofoca e falsidade. 
Não faz bem para a saúde conviver com mesquinharia. 
Ambientes carregados não fazem bem para a alma de ninguém!

Tá Combinado... mas e se o amor pra nós chegar? CHEGOU!

Então tá combinado, é quase nada
É tudo somente sexo e amizade.
Não tem nenhum engano nem mistério.
É tudo só brincadeira e verdade.

Podemos ver o mundo juntos,
Sermos dois e sermos muitos,
Nos sabermos sós sem estarmos sós.

Abrirmos a cabeça
Para que afinal floresça
O mais que humano em nós.

Então tá tudo dito e é tão bonito

E eu acredito num claro futuro
de música, ternura e aventura

Pro equilibrista em cima do muro.

Mas e se o amor pra nós chegar,
De nós, de algum lugar
Com todo o seu tenebroso esplendor?

Mas e se o amor já está,
se há muito tempo que chegou
E só nos enganou?

Então não fale nada... apague a estrada...

Que seu caminhar já desenhou...

Porque toda razão, toda palavra

Vale nada quando chega o amor...

Deixa... deixa...


Cada sonho que você deixa pra trás,
é um pedaço de futuro que deixa de existir!

Ser forte?!

O que revela a nossa força não é sermos imbatíveis, incansáveis, invulneráveis.
É a coragem de avançar, ainda que com medo... muito medo...

É a vontade de viver, mesmo que já tenhamos morrido um pouco ou muito,
         
                aqui                                                              
                                                                        e                                            
                                                                                                                                ali,

pelo caminho................................................................................................

É a intenção de não desistirmos de nós mesmos,
                                                                     por maior que às vezes seja a tentação.

São os gestos de gentileza e ternura que 
                                             somente os fortes conseguem ter!

O segredo da saúde da mente e do corpo...




O segredo da saúde da mente e do corpo está 
em não lamentar o passado
em não se afligir com o futuro 
e em não antecipar preocupações
mas está no viver sabiamente e seriamente 
o momento presente (niji)! 


Se... seria uma morta-viva!

Não sei se tudo isso é uma mentira... se tudo é uma ilusão...
Se meu sorriso é ridículo, ou se meus olhos brilham de bobeira...
Se isso não existe, se isso é menos que um momento...
Se estou sendo enganada, abusada...
Se esse amor não existe, se a entrega é superficial...
Se o choro é a toa... se a saudade é insensata...
Se não existe certeza!
Se em tudo pensasse "se"...
não faria mais nada, não amaria mais ninguém,
seria uma morta-viva!

âncora ou asas?



Algumas pessoas deveriam escolher o que querem 
ser na nossa vida:

- âncora ou asas? -

Minha melhor derrota!


Tem momentos que chego a pensar se devo desistir ou continuar. Me pergunto se vai me fazer bem ou mal, onde vou parar, o que vai ser das pessoas ao meu redor. São tantas as perguntas e indecisões que os momentos que poderiam ser perfeitos viram confusões. Um turbilhão de coisas vem na minha cabeça, cenas antigas me fazem pensar, sentir e sorrir. O mundo vira de cabeça pra baixo, do avesso, desmonta, por um momento o que era claro me cega, tudo fica escuro, oculto, mudo e a única vontade é de ficar sozinha, escutar uma música e olhar pro nada. Parece familiar né?!

Então. Eu sou assim, me permito, não desisto fácil, mas desanimo, qualquer coisa de ruim meche comigo. Ser intensa tem um preço, o de sentir demais! Confesso que sou trouxa de mim mesma por ficar assim, e olha que mudei muito, eu era pior, não tinha boca pra nada, abaixava a cabeça e ficava, apesar de levar o meu 'brava' como herança, ainda carrego o meu coração mole de quando eu era criança.

Mas tudo bem, a vida segue, as pessoas chegam, outras vão, e eu permaneço em mim e com essa interrogação, com essa elevação. Tem dias que sou forte, outras nem um pouco, tem dias que sou boba, outros dias sou mais quieta. Não gosto de incomodar e ser incomodada, tenho meus momentos de silêncios profundos e outros momentos de barulhos perturbantes. Falo coisas da boca pra fora e me arrependo em segundos. Prometo pra mim mesma que não vou mais falar, que não vou mais dizer, que não vou mais fazer, que vou mudar, mas eu fracasso logo depois, e quer saber?! Ser eu mesma continua sendo a minha melhor derrota!

T... transforma!


A maior recompensa pelo nosso trabalho não é o que nos pagam
por ele, mas aquilo em que ele nos transforma!

Surpreendá-o (a)!

Amar é surpreender...
Esperamos sempre mais do que queremos, do que estamos preparado para receber... Queremos um amor, uma pessoa que faça-nos sentir-se especial, e que nós, a achemos também especial.
Algo errado nisso? Claro que não teria, se, entendêssemos e respeitássemos que essa pessoa "especial" também tem defeitos "especiais"!

Por que nunca levamos em consideração que "nem tudo que reluz é ouro", que "toda moeda tem dois lados"? Que quando tratamos de relacionamento entre "seres humanos" estamos tão perto de nos decepcionar quanto de nos surpreender?

Ninguém quer sofrer, mas é preciso saber que a rosa é bela, mas traz com ela o espinho...
Doa-se o melhor que se pode doar, faz-se tudo quanto esteja ao alcance para que se possa agradar, e a outra parte recebe sem questionamentos, mas se por acaso, em algum momento "erramos", tudo que foi construído, desmorona. Vivemos em função do nosso ego, enquanto ele está sendo alimentado tudo parece sem razão, quando ele é ferido, voltamos ao plano mortal e logo batemos o martelo, justo?

Ao término do relacionamento quando questionado se realmente era amor, é normal ouvir:
"Ela não era a pessoa certa!"... "Perdi tanto tempo"...
"Hum, hoje analisando, não é era amor o que eu sentia"...
Como assim não era a pessoa certa? Era a pessoa mais "certa" sim! Naqueles momentos, naqueles instantes ela foi a pessoa ideal!
Perdeu tempo!? Então, nada dela em ti ficou? Não houveram momentos felizes, eles deixaram de existir porque agora seus mundos desalinharam-se?
Não era amor o que sentia? Pois eu lhe digo, amou sim! Amou muito!
Fizestes loucuras, perdestes o fôlego, a razão, a postura...
Quando reluta em admitir que foi tudo verdadeiro, esta apenas com o ego muito ferido, embora por vezes venda a ideia de que já está tudo resolvido, mentira!

Um amor, se for amor, deixará marcas... Caberá a você decidir quais marcas irá deixar nos corações daqueles que entrarem em sua caminhada. Tudo na vida é uma fase, somos nós quem definimos quanto tempo cada fase irá durar...

Se queres um companheiro, tente respeitá-lo da maneira que ele é, tente entender porque é da maneira que é, podemos mudar, por vezes a melhor escolha é mudar, mas que esse processo seja feito através do amor e da compreensão. Ele se sentirá muito mais seguro e estará muito mais receptível para realinhar seu mundo, começar uma nova vida, surpreendá-o!

Tudo só depende de mim!

O dia está na minha frente 
esperando para ser o que eu quiser...

E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma...


Tudo só depende de mim!

...até em mim eu já não te encontro mais...


Quando o mundo todo se cala e  não tem mais gritos e choros e nem risos forçados. Quando a noite chega e fecho os olhos deitando a cabeça no meu travesseiro lembro de você e de todas as lembranças  que mofaram com o passar do tempo. E aí, eu me lembro de cada sorriso seu, vivendo de novo o que não tem volta.

As horas passam, e eu ainda fico tentando lembrar palavra por palavra que você me disse quando ainda nos falávamos. A verdade é que sinto saudade de quem você era, e não em quem se tornou... Porque eu já não te conheço como antes, apenas guardo um desconhecido dentro de mim. E dói sentir saudade daquele seu eu, que não existe mais. E é estranho olhar nos seus olhos e me perder, porque até em mim eu já não te encontro mais!

Pois é...


Mais uma hora a gente cansa
de bater na porta de quem não abre...

Não tive a intenção de me apaixonar...

Foi assim como ver o mar
A primeira vez que meus olhos
Se viram no seu olhar

Não tive a intenção
De me apaixonar
Mera distração
E já era o momento de se gostar

Quando eu dei por mim
Nem tentei fugir...


Do visgo que me prendeu
Dentro do seu olhar
Quando eu mergulhei
No azul do mar
Sabia que era amor
E vinha pra ficar

Daria prá pintar todo azul do céu
Dava prá encher o universo da vida
Que eu quis prá mim

Tudo que eu fiz
Foi me confessar
Escravo do teu amor,
Livre para amar
Quando eu mergulhei
Fundo nesse olhar
Fui dono do mar azul
De todo azul do mar

Foi assim como ver o mar
Foi a primeira vez que eu vi o mar
Onda azul, todo azul do mar
Daria pra beber todo azul do mar
Foi quando eu mergulhei no azul do mar

Esse homem espera...

"Eu espero alguém que não desista de mim mesmo quando já não tem interesse. Espero alguém que não me torture com promessas de envelhecer comigo, que realmente envelheça comigo. Espero alguém que se orgulhe do que escrevo, que me faça ser mais amigo dos meus amigos e mais irmão dos meus irmãos. Espero alguém que não tenha medo do escândalo, mas tenha medo da indiferença.

Espero alguém que ponha bilhetinhos dentro daqueles livros que vou ler até o fim. Espero alguém que se arrependa rápido de suas grosserias e me perdoe sem querer. Espero alguém que me avise que estou repetindo a roupa na semana. Espero alguém que nunca desista de conversar mesmo quando não sei mais falar. Espero alguém que, nos jantares entre os amigos, dispute comigo para contar primeiro como nos conhecemos...

Espero alguém que goste de dirigir para nos revezarmos em longas viagens. Espero alguém que confie se a porta está fechada e o café desligado, se meu rosto está aborrecido ou esperançoso. Espero alguém que prove que amar não é contrato, que o amor não termina com nossos erros. Espero alguém que não se irrite com a minha ansiedade. Espero alguém que possa criar toda uma linguagem cifrada para que ninguém nos recrimine. Espero alguém que arrume ingressos de teatro de repente, que me sequestre ao cinema, que cheire meu corpo suado como se ainda fosse perfume.

Espero alguém que não largue as mãos dadas nem para coçar o rosto. Espero alguém que me olhe demoradamente quando estou distraído, que goste de me telefonar para narrar como foi seu dia. Espero alguém que procure um espaço acolchoado em meu peito quando cansada. Espero alguém que minta que cozinha e só diga a verdade depois que comi. Espero alguém que leia uma notícia, veja que haverá um show de minha banda predileta, e corra para me adiantar por e-mail. Espero alguém que ame meus filhos como se estivesse reencontrando minha infância e adolescência fora de mim.

Espero alguém que fique me chamando para dormir, que fique me chamando para despertar, que não precise me chamar para amar. Espero alguém com uma vocação pela metade, uma frustração antiga, um desejo de ser algo que não se cumpriu, uma melancolia discreta, para nunca ser prepotente. Espero alguém que tenha uma risada tão bonita que terei sempre vontade de ser engraçado!

Espero alguém que comente sua dor com respeito e ouça minha dor com interesse. Espero alguém que prepare minha festa de aniversário em segredo e crie conspiração dos amigos para me ajudar. Espero alguém que pinte o muro onde passo, que não se perturbe com o que as pessoas pensam a nosso respeito. Espero alguém que vire cínico no desespero e doce na tristeza. Espero alguém que goste de domingo em casa, de acordar tarde e de andar de chinelos, e que me pergunte o tempo antes de olhar para as janelas.

Espero alguém que me ensine a me amar porque a separação apenas vem me ensinando a me destruir. Espero alguém que tenha pressa de mim, eternidade de mim, que chegue logo, que apareça hoje, que largue o casaco no sofá e não seja educada a ponto de estendê-lo no cabide.
Espero encontrar uma mulher que me torne novamente necessário..."

Queijo com goiabada!

Sempre achei triste a história de procurar a tampa da panela. Porque se só existe uma tampa pra cada panela do mundo então, que saco. As chances de uma metade encontrar a outra em alguma esquina desse mundão seriam desmotivadoras. A brincadeira seria daquelas que, de tão difícil, nem dá vontade de brincar.

Prefiro então dizer que somos como queijo e goiabada!


Diferente da panela que perde sua funcionalidade sem a tampa, essa mistura gastronômica somente potencializa o lado bom dos ingredientes. O queijo, sem o doce, ainda continua incrível. O doce, sem o queijo, ainda é sensacional. Mas a junção dos dois cria um sabor absolutamente novo, que surge cada vez em que você morde um tequinho de cada. A junção não faz deles menos importantes, mas exalta o que cada um tem de bom. Se separados eles caem bem, juntos dá vontade de lamber os dedos.

Então, digo sem peso que encontrei minha goiabada. Não que outros doces não serviriam – o gosto é bom com doce de abóbora, de figo, de carambola. Mas, pra mim, é especialmente bom com a goiabada. E pra isso, eu não preciso deixar de ser salgada e nem você de ser doce.
Nossos sabores se completam!

Porque a vida é incrível de qualquer jeito, mas se torna incrivelmente melhor quando temos companhia. Quando se acha alguém com quem dividir bons momentos. Mostrar foto é legal, mas ter alguém do lado presenciando aquele momento único com você é impagável. E, por isso, não tenho pretensões que você não queira se juntar a outros ingredientes durante a vida. Se o sabor deixar de ser bom, outras misturas precisam ser feitas. Não, não quero juras de uma combinação eterna. Amor, quando não cuida, é perecível.

Mas enquanto o gosto descer incomparável pela garganta, te quero comigo...

Vem, que juntos somos melhores. Que com você a palavra parceria faz sentido. Que com você o brilho nos olhos é mais forte. O sorriso sai mais fácil. A boca beija pedindo bis. O cafuné brota dos dedos. A pele agradece o toque. O coração não pega friagem. As borboletas procriam no estômago.  Vem assim, leve e lindo, que com você o caminho brilha mais.

Ignoremos o prazo de validade estipulado pelos pessimistas.
O amor não azeda se a gente não descuida!

Uma bela tarde de sol...

Um amigo de anos... aquele almoço como sempre combinávamos...
Macarronada deliciosa feita por um cozinheiro de mão cheia...
e não podia faltar aquele AÇAÍ, aquele que tu me ensinastes a gostar...
Nada programado... um passeio no parque...
O SOL já estava se pondo, e nós?
estamos encima de um aparelho de ginástica
a observá-lo, admirá-lo... o céu estava lindo!
Comentava-se a beleza na qual apreciávamos juntos,
quando, do nada, o que estavam juntos, eram nossos lábios...
Aquele beijo que rompeu as palavras,
e o silêncio por um tempo se instalou entre nós...
Pra ser bem sincera, até agora não entendi o que acontecerá...
mas... foi uma bela tarde de sol!

*03.10.12

Olhos nos olhos!




(...)

Quando você me quiser rever
Já vai me encontrar refeita, pode crer.
Olhos nos olhos,
Quero ver o que você faz
Ao sentir que sem você eu passo bem demais

E que venho até remoçando,
Me pego cantando, sem mais, nem por quê.
Tantas águas rolaram,
Quantos homens me amaram
Bem mais e melhor que você.

Quando talvez precisar de mim,
Cê sabe que a casa é sempre sua, venha sim!
Olhos nos olhos,
Quero ver o que você diz.
Quero ver como suporta me ver tão feliz!

Gosto de você assim, assim...


Talvez por acaso
O destino me fez
Cruzar com você
Assim, tão de repente
Como uma nova aventura
Fiquei gamado em você
Doçura! (chandelle...rs)

Faça comigo
O que bem entender
Um romance secreto
Um mero namorado...



Um simples
Objeto de amor
Identificado!...

Gosto de você
assim, assim...
Sem tirar nem pôr!

Sonhei...

(*)Depois de tanto tempo... hoje, resolvi sonhar com você...
Você, batendo palmas e me chamando aos berros, devia estar bêbado, talvez...
Chorava como uma criança, e dizia o quanto se arrependia por ter me perdido...
Te dou um abraço bem forte e digo:
- Mas você não me perdeu, podemos ser ainda bons AMIGOS!
Ele me olha com um ar de reprovação, depois de que não entendeu nada,
mas logo depois vem um sorriso bobo de canto...

Não sei o resto do sonho, mas tenho certeza que tudo se resolveu como deve ser...
E do nada acordo com uma música a tocar, e vi que tinha tudo haver com o "momento":

"Se você pudesse ter me ouvido um pouco mais
Se você tivesse tido calma pra esperar
Se você quisesse poderia reverter
Se você crescesse e então se desculpasse
(...)
É que eu não posso mais!

Não vou voltar atrás
Raspe dos teus dedos minhas digitais
Eu não vou voltar atrás
Apague da cabeça o meu nome, telefone e endereço
Eu não vou, eu não vou voltar atrás
Arranque do teu peito o meu amor cheio de defeitos"

O amor de verdade... é saco cheio também!

Tem muita gente que pensa que ama. Não sou ninguém para julgar o amor dos outros, longe de mim. Mas o amor, o amor mesmo, o amor maduro, o amor bonito, o amor real, o amor sereno, o amor de verdade não é montanha-russa, não é perseguição, não é telefone desligado na cara, não é uma noite, não é espera. O amor é chegada. É encontro. É dia e noite. É dormir de conchinha. É acordar e fazer um carinho de bom dia. É ajuda, mãos dadas, conforto, apoio. E saco cheio, também.
Porque de vez em quando o amor enche o saco!
Tem rotina, tem manhã, tarde, noite, tem defeito, tem chatice, tem tempestade. Mas o céu sempre limpa. Porque o amor é puro como o azul do céu.

... com um pouco de idiotice!



Felicidade nada mais é que uma pitada de loucura
com um pouco de idiotice.

Obs: Melhor ainda, ter alguém que compartilha disso com você...

Calma aí...


Calma aí
Pera aí
Não espere tanto desse amor...

Outra vez
Sem sentir
Corro para os braços que me largam

Na tristeza de sentir
Tanta solidão acompanhada por aí
De tanto amor pra dar
Não vou mais chorar
Não quero dizer mais nada de mal!

Olha aqui
Meu amor
Não se esqueça nunca que eu tentei


Sem rancor

Sem mentir
Sempre fiz aquilo tudo que te prometi

Meu amor
Foi tanto amor
Que eu quis que fosse eterno até morrer


Mas sei que foi enquanto em mim durou

Talvez nós dois
Sejamos um
É fato que se consolidará
Num novo amor...

O nosso amor, amor

Olhando para o Céu...


Olhando para o Céu, depois de um dia especialmente cansativo e criativo, avistei a Lua...
durante alguns minutos tentei fotografa-la, mas acabei desistindo por causa dos ângulos péssimos que consegui, e acabei por lembrar que não era uma boa qualidade a câmera do meu celular...

De repente a poesia me explicou tudo. Hoje... olhando para essa Lua infotografável e quase cheia... lembrei-me do meu amor por ti. A imagem é quase a mesma... a diferença é que esse nosso amor infotografável continua transbordando... transbordando... transbordando...

Transborda nos sorrisos e no silêncio... nas lágrimas e na bagunça... nos shows e nas casas de chás... nos restaurantes e nos edredons... nas longas caminhadas... nos dias em que chove e nos dias em que o Sol não vem... nos carros e nas motos... em nossas cantorias e danças pelas ruas... em nossos olhos que não terminam de ver os filmes...



Olhando para o Céu... agora... não consegui mais vê-la... fechei os olhos e lá estava você... sorrindo... cheio... para mim!

Não te desejo mal!



Sim, continuo seguindo meu caminho...

Não! Não te desejo mal...

Desejo apenas que o mundo gire e gire
e te mostre todas as coisas que você precisa enxergar!

Encontrando... será?

Encontre um homem que te chame de linda... ao invés de gostosa!

Que te espere pacientemente, enquanto você está se arrumando...

Que te ligue de volta quando você desligar na cara dele.

Que deite debaixo das estrelas, e escute as batidas do seu coração,

ou que permaneça acordado, só para observar você dormindo!

Que te mande mensagens dizendo o quanto te ama...

Espere pelo homem que te beije na testa.

Que conheça o seu cheiro.

Que cante uma música pra você!

(Ou até, que dance contigo no meio da rua... rs)



Que te beije e te chame de boba quando você brigar com ele sem motivo.

 Que faça questão de te ver todos os dias...

Que queira te mostrar para todo mundo, mesmo quando você está suada...

Um homem que segure sua mão na frente dos amigos dele!

 Que te ligue de manhã para te desejar bom dia.

Que saiba de cor todas as suas manias e as entenda!

Que te ache a mulher mais bonita do mundo, mesmo quando você

está sem nenhuma maquiagem e que insista em te segurar pela cintura...

Aquele que te lembra constantemente o quanto se preocupa com você

e o quão sortudo ele é por estar ao seu lado...

Espere por aquele que esperará por você, aquele que procura por você.

Aquele que vire para os amigos e diga É ELA!

Encontre um homem que não soe perfeito,

mas que seja perfeito para você, apesar de todos seus defeitos!

O pacto que todo casal deveria fazer...



“Quando eu achar que o amor está acabando, 
prometo me lembrar dos motivos que me fizeram te amar um dia..."

Você não sabe o que está perdendo...

Nada tenho a dizer aos que gostam de ler. Eles já sabem...


Mas tenho a dizer a quem não gosta: Você não sabe o que está perdendo!


Aproveite e confira o blog do meu trabalho "Agentes de Leitura" :


Viva como as flores!

- "Mestre, como faço para não me aborrecer com as pessoas?
Algumas falam demais, falam de nossa vida, gostam de fazer intriga, fofoca, outras são ignorantes.... Algumas são indiferentes. Fico magoado com as que são mentirosas. Sofro com as que caluniam!"

- "Pois viva como as flores!", advertiu o mestre.

- "Como é viver como as flores?" Perguntou o discípulo.

(...)

- "Repare nestas flores", continuou o mestre, apontando lírios que cresciam no jardim.

- "Elas nascem no esterco, entretanto são puras e perfumadas.

Extraem do adubo malcheiroso tudo que lhes é útil e saudável, mas não permitem que o azedume da terra manche o frescor de suas pétalas.

É justo angustiar-se com as próprias culpas, mas não é sábio permitir que os vícios dos outros o importunem.

Os defeitos deles são deles e não seus!

Se não são seus, não há razão para aborrecimento.

Exercite, pois, a virtude de rejeitar todo o mal que vem de fora...

Isso é viver como as flores!"


Como elas são!

Eu gosto das pessoas que param para escutar... 


Que gostam de abraços, que conseguem amar. Gosto de pessoas que riem de modo estranho, choram escondidas. Gosto de pessoas que não se escondem atrás de máscaras, pessoas que são fortes, pessoas que sempre seguem em frente. Gosto de pessoas que gostam de pessoas. Gosto de pessoas que sabem o motivo de uma lágrima, que estão sempre por perto. Gosto de pessoas que nunca se vão, de pessoas que ficam, que tentam, que conseguem. Gosto de pessoas assim… Como elas são!

barriga dolorida... pelas razões certas!


Não há nada como a respiração profunda 
depois de dar uma gargalhada.

Nada no mundo se compara 
à barriga dolorida pelas razões certas...

Me amo de verdade!




"(...)senti um vislumbre de felicidade e, quando você sente um tênue potencial de felicidade depois de épocas tão sombrias, precisa agarrar essa felicidade com todas as suas forças, e não soltá-la até ela arrastar você para fora da lama – não se trata de egoísmo, mas de libertação. Você recebeu a vida; é seu dever (e também seu direito como ser humano) encontrar alguma coisa de belo nessa vida, por mais ínfima que seja (...) Ainda não sabia o que eu merecia. Talvez eu ainda não saiba totalmente o que mereço. Porém, o que sei é que, ultimamente, eu me recuperei - graças à alegria de prazeres inofensivos - e tornei-me alguém muito mais intacto"

E hoje eu realmente acredito que me amo de verdade... Descobri que não é nada absurdo pensar que a gente se ama, que nós somos bonitas, interessantes, atraentes, essas coisas, faz bem para a auto estima, faz bem para o amor por nós mesmas. Algo como um círculo vicioso. Quanto mais descobrimos nossas capacidades e belezas mais nos amamos e passamos a perceber que as coisas podem funcionar de uma maneira mais leve. Descobri nesse amor por mim mesma que sou capaz de coisas inimagináveis. Descobri que sou capaz de ser bastante determinada para manter meu próprio equilíbrio e meu bem, isso é uma maravilha, faz você acordar com uma cara boa, uma alma boa, uma pele boa e irradiar toda essa alegria a sua volta. Agora a única coisa pela qual eu torço e rezo todos os dias é que eu seja capaz de continuar me amando e que eu não caia na rotina comigo mesma, que eu seja capaz de despertar nos outros aquilo que despertei em mim mesma...

que você espalhe delicadamente nossa história...

Que você acredite que não me deve nada, simplesmente porque os amores mais puros não entendem dívida, nem mágoa, nem arrependimento. Então, que não se arrependa. Da gente. Do que fomos. De tudo o que vivemos...
Que você me guarde na memória, mais do que nas fotos. Que termine com a sensação de ter me degustado por completo, mas como quem sai da mesa antes da sobremesa: com a impressão que poderia ter se fartado um pouco mais...
E que, até o último dia da sua vida, você espalhe delicadamente a nossa história, para poucos ouvintes, como se ela tivesse sido a mais bela história de amor da sua vida. E que uma parte de você acredite que ela foi, de fato, a mais bela história de amor da sua vida...

Recomendo: Pensei e escrevi...Não acredito em amor incondicional, mas que vive!, Porque me abandonou?,  Azar... sabe pouco!Quem saiu perdendo foi apenas o amor...No meu baú de recordações!

Quando a igualdade é de coração... as diferenças pouco importam...


Um mês.
Um tempo tão curto, mas o suficiente pra ser feliz... Você sabia disso?
Eu não.
Foi você quem me mostrou...
Sabe como eu vejo essa situação toda? Imagine um relógio, com algumas engrenagens, pinos e ponteiros. Cada engrenagem gira num sentido, cada pino tem um objetivo, e cada ponteiro mesmo com seus diferentes tamanhos e propósitos, mesmo com as diferentes informações que cada uma delas nos dão, quando juntamos tudo isso num só, mesmo que as engrenagens girem em sentidos diferentes é assim que elas se ajudam, mesmo que cada ponteiro tenha uma velocidade diferente é isso que indica as horas...


Mesmo que sejamos totalmente diferentes, que tenhamos gostos diferentes, e agimos de formas e com reações diferentes, o seu simples existir faz minha vida girar como uma engrenagem, o seu simples respirar me faz sorrir, e a batida do seu coração me faz feliz...
Quando a igualdade é de coração as diferenças não importam...
Não me importo se você é um cara, se você é mais novo que eu, se você esta acima do peso, se você não é rico, se você é ou não a melhor pessoa pra mim...
É assim que você é...
É assim que eu te amo!

Pense bem...

A cada minuto que passamos com raiva, 


perdemos sessenta felizes segundos!

É arriscado, mas acho que aceito o perigo!

Hoje acordei com uma poesia gritando em meu ouvido. 
Fiquei alguns minutos de olhos fechados tentando absorver cada palavra... cada nuance... 
cada direção que ela me fazia enxergar. 
Enquanto a poesia se espalhava 
uma imagem sua... sorrindo... veio a minha mente. 
A poesia então se encheu de novas metáforas
 e foi iluminando todos os cantos e portas desse Universo
 que foi sendo construído cada vez que meus olhos tiveram o privilégio
 de contemplar o riso teu...
Com essa nova imagem tenho a sensação incontrolável de te querer ver sempre. 
Cada encontro preenche esse meu estado de felicidade. 
Teus olhos castanhos (jabuticabas,lembra?) ... brilhantes...
iluminam os dias bons e os não tão bons! 

É arriscado olhar assim tão atentamente dentro dos teus olhos... 


a luz também pode nos cegar. 
Mesmo assim aceito o perigo e vou te admirando as vezes de longe... 
as vezes de perto... as vezes dentro... as vezes flutuando.

...um volta correndo pro outro porque viu algo engraçado...

Boas são aquelas relações em que, 5 minutos depois da briga,
um volta correndo porque viu algo engraçado
e queria compartilhar e sabe que só tem graça se for com o outro.
Sabe?
Quando seu orgulho e irritação não conseguem ser maiores do que a vontade de estar com a pessoa.
São essas que valem a pena...

Por mais que queiramos que alguém caminhe ao nosso lado...

E por mais que a gente escreva uma faixa enorme e coloque em frente de casa, com som e algum vídeo pra chamar atenção, muitas coisas nós precisamos vencer sozinhos...
Por mais que queiramos que alguém caminhe ao nosso lado, existem alguns obstáculos que só são vistos por nós e nós precisamos vencê-los...
Acredito que estou num desses momentos, enxergando alguns obstáculos e outras coisas que parecem me impedir de seguir em frente, mas eu sei que preciso vencer isso dentro de mim, eu sei que em algum lugar aqui dentro existe uma força capaz de mover o mundo!


E mesmo que agora eu enxergue um céu cinza a minha frente eu sou capaz de mudar isso, talvez demore, talvez eu nem perceba que venci, mas eu vencerei!!!

As pessoas não se precisam, elas se completam...



As pessoas não se precisam, elas se completam... 
não por serem metades, 
mas por serem inteiras
dispostas a dividir 
objetivos comuns, alegrias e vida!

Recomendação: Amarre-seLaços e não nós!Nó aperta... e cuidado com as armadilhas!

Dê o melhor de você assim mesmo!

Muitas vezes as pessoas são egocêntricas, ilógicas e insensatas. Perdoe-as assim mesmo!
Se você é gentil, podem acusá-lo de egoísta, interesseiro. Seja gentil assim mesmo!
Se você é um vencedor terá alguns falsos amigos e alguns inimigos verdadeiros... Vença assim mesmo!
Se você é bondoso e franco, poderão enganá-lo. Seja bondoso e franco assim mesmo!
O que você levou nos para construir, alguém pode destruir de uma hora para a outra.
Construa assim mesmo!
Se você tem paz e é feliz, poderão sentir inveja. Seja feliz assim mesmo!

O bem que você faz hoje, poderão esquecê-lo amanhã.
Faça o bem assim mesmo!


Dê ao mundo o melhor de você, mas isso pode nunca ser o bastante. Dê o melhor de você assim mesmo! Veja você que, no final das contas é entre você e seu próprio interior...

Recomendo: Eu comigo, gargalho! e Não guardo rancor...

Não me dou paz um segundo!

Eu amo desorganizado, desenvergonhado. Tenho um amor que não é fácil de compreender porque é confuso. Não controlo, não planejo, não guardo para o mês seguinte. A confusão é quase uma solidão adicional. Uma solidão emprestada. Sou daqueles que pedirá desculpa por algo que o outro nem chegou a entender, que mandará nova carta para redimir uma mágoa inventada, que estará se cobrando antes de dizer. Basta alguém me odiar que me solidarizo ao ódio. Quisera resistir mais. Mas eu faço comigo a minha pior vingança. Amar demais é o mesmo que não amar. A sobra é o mesmo que a falta. Desejava encontrar no mundo um amor igual ao meu. Se não suporto o meu próprio amor, como exigir isso?
Um dia li uma frase em Hegel: "nada de grande se faz sem paixão". Mas nada de pequeno se faz sem amor. A paixão testa, o amor prova. A paixão acelera, o amor retarda. A paixão repete o corpo, o amor cria o corpo. A paixão incrimina, o amor perdoa. A paixão convence, o amor dissuade. A paixão é desejo da vaidade, o amor é a vaidade do desejo. A paixão não pensa, o amor pesa. A paixão vasculha o que o amor descobre. A paixão não aceita testemunhas, o amor é testemunha. A paixão facilita o encontro, o amor dificulta. A paixão não se prepara, o amor demora para falar. A paixão começa rápido, o amor não termina.

Não me dou paz sequer um segundo. Medo imenso de perder as amizades, de apertar demais as palavras e estragar o suco, de ser violento com a respiração e virar asma. Até a minha insegurança é amor. O pente nos meus cabelos é faca enquanto é garfo para os demais. Sofro incompetência natural para medir a linguagem das laranjas, acredito desde pequeno que tudo o que cabe na mão me pertence. Minha lareira não dura uma noite, esqueço da reposição das achas, do envolvimento da lenha no jornal, de assoprar o fundo. Brigo com o bom senso. Ou sinto calor demais ou sinto frio demais. (sempre preciso de felicidades urgentes) 
Uma ânsia de ser feliz maior do que a coordenação dos braços. Um arroubo de abraçar e de se repartir, de se fazer conhecer, que assusta. Parece agressivo, mas é exagerado. Conto tragédias de forma engraçada, falo de coisas engraçadas como uma tragédia. Nunca o riso ou o choro acontece quando quero. Cumprimento como se fosse uma despedida. Desço a escada de casa ao trabalho com resignação, mas subo na volta pulando os degraus. Essa sou eu: que vai pela esperança da volta...

... e estou frágil agora



Não sou forte o tempo inteiro e não gosto de admitir isso,
então não espalha!

Eu sou fraca às vezes. Muitas vezes...
Sou frágil e estou frágil agora.

Constrói-se amor!

O amor não tem fórmula, mas eu acho que o amor tem que fazer rir, tem que ter graça. A graça tem que entrar na hora em que as coisas ficam mais pesadas, mais sérias, mais sem saída. É que nem sempre tudo é bom e caminha bem. O amor de vez em quando anda na corda bamba. Ele tropeça, quase cai, mas fica em pé! Porque ele precisa ser trabalhado, não basta amar e pronto. O amor tem rotina, tem ronco, tem louça suja, tem conta que vence, tem tapete do banheiro molhado, tem tampa da privada levantada, tem bagunça no meio da sala, tem roupa pra lavar, tem cocô do cachorro pra juntar, tem ciúme, tem briga, tem sujeira, tem toalha molhada na cama, tem comida no forno, tem copo vazio na mesa de centro, tem discussão por besteira, tem calor, tem frio, tem sede, tem fome. Amar não é nada fácil, apesar do amor ser simples. O amor é construção! E é justamente por isso que a gente deve esquecer tudo que aprendeu, tudo que imaginou e começar do zero... E recomeçar todo santo dia.


Porque o amor é isso: um eterno recomeço!

Tudo para ontem!

"Tudo para ontem"...a palavra de ordem é o imediatismo!
Alcançar o máximo no mínimo de tempo e de esforço.
Muitos pais sufocam seus filhos com tantas obrigações...
Escola, judô, ballet, ingles, espanhol, computação, ginástica, violão....e se sobrar um tempinho até podem brincar!!!
Tá brincando? Depois de tantos compromissos voce acha que uma criança ainda tem pique prá brincar???
Quem sabe amanhã, ou o mes que vem...o ano que vem, ou quando for velho!!!
O filho tem que ser "o melhor". O mais lindo, o mais inteligente e conhecer o máximo que puder antes dos outros.!
Uma competitividade absurda que atropela as fases, o tempo e tira a alegria da descoberta lenta. O sabor de desvendar sua vocação, seus dons e sua missão de vida.
Claro que podemos e devemos oferecer e incentivar as crianças, mas respeitando o seu "time" o seu "feeling", os seus desejos e suas vontades.
Crianças estão amadurecendo muito rápido e não raro já sabem o significado da palavra- depressão!
Não plantamos uma semente a noite e colhemos seu fruto pela manha.
O choque com a velocidade do tempo, a inquietação, a irritabilidade e o atrito dos adultos, infelizmente está repercutindo em um forçado amadurecimento para as nossas crianças..
A vida exige paciência! Precisamos sorver mais cada acontecimento, até os desagradáveis, porque são eles que nos ensinam e evitam possíveis repetições de erros no futuro.
A consciência de que nem sempre seremos os primeiros ou chegaremos na frente, não nos impede de continuar lutando com garra e determinação.Quantos não chegaram em vigésimo  ou até em ultimo lugar e foram muito mais felizes do que aqueles que sempre quiseram ter o primeiro lugar ?!
Saber que não poderemos abraçar e conhecer o mundo inteiro não nos afasta a vontade de planejar a próxima viagem...

ainda assim, ser poesia!

Deixa que as coisas se renovem, 

e que as perdas tenham mais de um sentido

que os vazios te ofereçam mais espaço

pra que a vida te compense com o impossível!

 E permita que a alegria se aproxime...



e que traga mais calor para os teus dias...

quando tudo nos parece um desolo, 

é possível ainda assim, ser poesia!

Quero inspiração em todas as minhas manhãs! Sem pressa...

Estou precisando do teu abraço, aquele aconchego que me acalma
Estou precisando do teu sorriso, largo, radiante, só meu.
Estou precisando do teu olhar apaixonado, que me encanta, me seduz.

Preciso de um tempo há mais com você, um tempo só nosso
Preciso sentir este sentimento mais próximo, mais exato ao coração
Preciso de você, com todos os seus jeitos e manias, somente seus.

Quero poder me perder no tempo ao teu lado, sem pressa!
Quero viver uma história surreal, ou real se preferir.
Quero ter você como inspiração de todas as minhas manhãs.

E com o passar do tempo que tudo isso não se torne
apenas mais palavras preenchendo linhas.

Que seja um sentimento verdadeiro preenchendo nossos corações,
da forma exata que merecemos e sentimos.

Pois o que eu mais preciso é de você, somente de você, aqui comigo.

Um pouco...


Talvez eu seja um pouco de tudo que já li. Um pouco de tudo que meu olhar já aprendeu do mundo. Um pouco das belas músicas. Um pouco daqueles que me são queridos. Um pouco de múltiplos sentimentos e algumas fraquezas. Talvez eu seja um pouco do que você deixou em mim, mas em essência, o muito da minha essência, é algo delicado e misterioso…

Amarre-se...




Se quer viver uma vida feliz, amarre-se a uma meta, não às pessoas ou/nem coisas!

Recomendações: Laços e não nós!Nó aperta... laço? enfeita!Quando está sozinho...,
Só é feliz acompanhado...Para viver a dois...

Sumido!



Me disseram "Você anda sumido" e me dei conta de que era verdade. Eu também, fazia tempo que não me via. O que teria acontecido comigo? Não me encontrava nos lugares em que costumava ir. Perguntava por mim e as pessoas diziam "É verdade, você anda sumido". 

E "Que fim levou você?" Eu não tinha a menor ideia que fim tinha me levado. A última vez em que me vira fora, deixa ver... Eu não me lembrava!



Eu teria morrido? Impossível, na última vez em que me vira eu estava bem. Não tinha, que eu soubesse, nenhum problema grave de saúde. E, mesmo, eu teria visto o convite para o meu enterro no jornal. O nome fatalmente me chamaria a atenção.

Eu podia ter mudado de cidade. Era isso. Podia ter ido para outro lugar, podia estar em outro lugar naquele momento. Mas por que iria embora assim, sem dizer nada para ninguém, sem me despedir nem de mim? Sempre fomos tão ligados.
No outro dia fui a um lugar que eu costumava freqüentar muito e perguntei se tinham me visto. Não era gente conhecida, precisei me descrever. Não foi difícil porque me usei como modelo. "Eu sou um cara, assim, como eu. Mesma altura, tudo". Não tinham me visto. Que coisa. Pensei: como é que alguém pode simplesmente desaparecer desse jeito?
Foi então que comecei, confesso, a pensar nas vantagens de estar sumido. Não me encontrar em lugar algum me dava uma espécie de liberdade. Podia fazer o que bem entendesse, sem o risco de dar comigo e eu dizer "Você, hein?". Mudei por completo de comportamento. Me tornei - outro! Que maravilha. Agora, mesmo que me encontrasse, eu não me reconheceria.
Comecei a fazer coisas que até eu duvidaria, se fosse eu. O que mais gostava de ouvir das pessoas espantadas com a minha mudança era: "Nem parece você". Claro que não parecia eu. Eu não era eu. Eu era outro!
Passei a me exceder, embriagado pela minha nova liberdade. A verdade é que estar longe dos meus olhos me deixou fora de mim. Ou fora do outro. E um dia ouvi uma mulher indignada com o meu assédio gritar "Você não se enxerga, não?" E então, tive a revelação.
Claro, era isso. Eu não estava sumido. Eu simplesmente não me enxergava. Como podia me encontrar nos lugares onde me procurava se não me enxergava? Todo aquele tempo eu estivera lá, presente, embaixo, por assim dizer, do meu nariz, e não me vira.
Por um lado, fiquei aliviado. Eu estava vivo e bem, não precisava me preocupar. Por outro lado, foi uma decepção. Concluí que não tem jeito, estamos sempre, irremediavelmente, conosco, mesmo quando pensamos ter nos livrado de nós...



A gente não desaparece. A gente às vezes só não se enxerga!



Sem ansiedade...

Não corro, não me esbarro em nada... estou entregue ao acaso! 



Tenho andado assim, serenamente, porque tenho a plena certeza de que, a minha tranquilidade, poderá me levar mais além do que minha ansiedade!

Recomendo: Pisar no freio...

Azar... sabe pouco!

Azar de quem não chorou ao som de uma canção de amor. 
Que não riu dos pássaros voando por aí.
Que não se inebriou com o aroma e com as cores das flores. 


Azar de quem amou pouco e com esse pouco 
nada soube da vida!

Precisa-se de gentilezas!


Nenhum ato de gentileza, por menor que seja, é desperdiçado...


Li essa frase hoje e lembrei dessa famosa história... Espero que gostem!

Reconstruindo o mundo

O pai estava tentando ler o jornal, mas o filho pequeno não parava de perturbá-lo. Já cansado com aquilo, arrancou uma folha - que mostrava o mapa do mundo - cortou-a em vários pedaços, e entregou-a ao filho.

“Pronto, aí tem algo para você fazer. Eu acabo de lhe dar um mapa do mundo, e quero ver se você consegue montá-lo exatamente como é”.

Voltou a ler seu jornal, sabendo que aquilo ia manter o menino ocupado pelo resto do dia.

Quinze minutos depois, porém, o garoto voltou com o mapa.

“Sua mãe andou lhe ensinando geografia?”, perguntou o pai, aturdido.

“Nem sei o que é isso”, respondeu o menino. “Acontece que, do outro lado da folha, estava o retrato de um homem. E, uma vez que eu consegui reconstruir o homem, eu também reconstruí o mundo”.

Morre... diria que morre mais rapidamente!

Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito, repetindo todos os dias os mesmos trajetos, quem não muda de marca, não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece.
(ultimamente... estou perita nisso!)
Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru... (ainda bem que eu nem assisto!)
Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o negro sobre o branco e os pontos sobre os “is” em detrimento de um redemoinho de emoções, justamente as que resgatam o brilho dos olhos, sorrisos dos bocejos, corações aos tropeços e sentimentos. (sinceramente, eu estava sim, evitando... mas... pronto, parei! rs)


Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, quem não se permite pelo menos uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos. (fujo, e como!)
Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não encontra graça em si mesmo. (Quem não ouve música, acho que já é um "zumbi"... rs)
Morre lentamente quem destrói o seu amor-próprio, quem não se deixa ajudar.
Morre lentamente, quem passa os dias queixando-se da sua má sorte ou da chuva incessante.
Morre lentamente, quem abandona um projeto antes de iniciá-lo, não pergunta sobre um assunto que desconhece ou não responde quando lhe indagam sobre algo que sabe. (quem não acredita em seu próprio potencial... =/)
Evitemos a morte em doses suaves, recordando sempre que estar vivo exige um feito muito maior que o simples fato de respirar!!!
Somente a ardente paciência fará com que conquistemos uma esplêndida felicidade.

Cada um sente de maneira diferente...

As pessoas se iludem muito sobre o amor, eu mesma me iludo, porque quero, ás vezes... nos esquecemos que ele é algo mais complexo do que aquilo que vemos no cinema, onde o final feliz é certo. Sabe, o amor existe sim, é um vínculo tão forte que é capaz de unir duas pessoas de uma forma belíssima!




Não obstante, é necessário entender que cada um o sente de maneira diferente, o demonstra à seu modo também. Nisso, entra aquele velho problema que muitos tem, inclusive eu, de criar expectativas, imaginar cenas  românticas dignas de filme e manter a esperança de que tais coisas se realizarão. Sem querer, criamos um esteriótipo de amor que queremos receber...
E você não é o único a moldar o seu esteriótipo, a outra pessoa também vai, e este amor não será igual ao seu.  Isto não significa que seja pior, menor ou melhor, é apenas diferente!
Ainda será amor, é esta mesma emoção, que é demonstrada de modo diferente porque é sentida por pessoas distintas...

Precisamos entender que não importa o que façamos, 
ninguém é igual a ninguém, até no modo de sentir.

A mais sincera delas?


Há muitas maneiras de se sorrir...


A mais sincera delas?
É com os olhos!

estudei quase nada sobre flores(...) e felicidade!





Estou cada dia mais convicta de que é preciso fazer uma revisão educacional neste país!

Eu por exemplo estudei raiz quadrada e nunca usei isto na vida. Também aprendi um bocado de coisas sobre oração coordenada, subordinada, agente da passiva, descobrimento do Brasil, linhas perpendiculares, franceses, holandeses, hino da independência, símbolos da bandeira, blablabla... 
Mas me ensinaram tão pouco sobre preconceito, solidariedade, honestidade, fidelidade, persistência, equilíbrio, respeito a todo tipo de vida que há na terra.
E quase nada sobre as flores, a brisa, a lindeza das relações sinceras, o respeito, a espiritualidade, felicidade!