Eu te recriei, só pro meu prazer!


Noite e dia se completam
O nosso amor e ódio eterno...

Eu te imagino, eu te conserto
Eu faço a cena que eu quiser

Eu tiro a roupa pra você
Minha maior ficção de amor

Eu te recriei, só pro meu prazer


Será que você, não é nada que eu penso?
Também se não for
Não me faz mal
Não me faz mal não...

Hoje eu não lembrei de você?



Hoje eu não lembrei de você...
Acordei, trabalhei, vi pessoas, senti cheiros, ouvi vozes e até suspirei e mesmo assim não lembrei de você.
Será que eu te esqueci? Será que a saudade foi embora e deu espaço para uma vaga lembrança?
Não posso dizer que você não foi importante, por que voce foi é muito, afinal é você quem me deu inspiração para muitos posts... (rs)
E aí eu me pergunto: E depois de você? Será que futuramente eu irei escrever coisas sobre moda, beleza, entretenimento?
Ou escreverei sobre olhares cúmplices, pares perfeitos e amores correspondidos?
O meu coração tá sarando, sabe? E tem mais, talvez você não saiba, mas eu inventei uma vida nova e nela , não lembrei de deixar um espaço para você.
Será que eu te esqueci? E você, será que também já me esqueceu?
Será que no meio de tanta confusão de sentimentos é assim que acaba? O amor morre, a saudade vai embora e o tempo se encarrega de apagar tudo?
Eu não penso mais em você, mas então, por que ainda insisto em lembrar que te esqueci?

Você não pode ouvir

A canção tocou, na hora errada...

"viajaria a prazo pro inferno... por você"

Mas não tem nada não... eu até lembrei das rosas que dão no inverno
guardei suas cartas com letras de fôrma...

A canção tocou no rádio agora, mas você não pode ouvir,
por causa do temporal!


Mas já não sei de que forma mesmo você foi embora...


Mas já não sei de que forma mesmo você foi embora...


Recomendo: A chuva não tocou ninguém!

De quem falo...





De quem falo ...
Me namora quando não devia
E quando eu queria me deixa na mesa


De quem falo me fala macio
E finge que entende o que nem escutou
Me adora e me quer tão somente
Enquanto o que mente é o que acreditou


Esse homem que passa na rua
Que encontro na festa e me vira a cabeça

É aquele que me quer só sua
E ao mesmo tempo que eu seja mais uma


De quem falo ele é feio e bonito
Mais velho e menino...


É o homem da cor brasileira
A loucura e besteira que dorme comigo!


Um canalha assumido, um idiota arrependido...


Acordei, com a cabeça pesada, tudo girando. Cheiro de bebida e uma cama toda virada. É logico que eu não me lembro de quem é essa cama e tão pouco como vim parar aqui. Olho para o lado e vejo uma menina loira, deve ter seus 18,19 anos, linda, diga-se de passagem ''a noite não foi tão ruim assim, pelo menos ela não era feia'' Nojento eu sei, mais esse é o único pensamento que eu consigo ter. -É estranho sabe? Quando você beija alguém ou faz qualquer outra coisa com essa pessoa quando não existe amor. Não eu não estou falando  apenas de sexo. Estou falando de um abraço, um sorriso, de um toque. Puxa, existe uma baita diferença de quando você ama-gosta- está apaixonado, ou quando você simplesmente quer a pessoa pra acabar com alguma carência sua. 
Acordo dos meus pensamentos quando vejo a jovem moça loira se despertando dos seus sonhos ao meu lado.
      -Bom dia- Ela me olha e sorri, como se quisesse que eu a lembrasse de como a noite anterior foi boa.
      -Até mais.
 Pego meu ultimo tênis e o coloco no meu pé direito e saio do quarto, só ouvindo a loira gritar ''canalha''.
Nesse exato momento dou um sorriso, eu sei, é ridículo mais é o que eu mais tenho ouvido nesses dias, ''canalha''.
E ok, eu assumo. Sou um canalha assumido. Mais a culpa não é minha, ás vezes você fica assim depois de alguma coisa, as vezes quando a ferida dói demais e você não parece mais se importar, qualquer coisa que lhe chamem, e que lhe digam, entra por um ouvido e sai por outro. Estou assim nesse momento. Nada que me digam vai mudar o que penso.
De verdade, como pode alguém abandonar outra pessoa só pelo simples fato de querer se dedicar a outra coisa? ...eu jurei nunca mais pensar nela, dar o espaço que ela necessitava, mais agora tanto faz também, não me importo. Eu a amo. Penso nela o dia inteiro. Mesmo ela estando em outra cidade, beijando talvez outras bocas. Eu a amo. E eu me sinto um idiota de ter perdido ela de uma maneira assim, tão inútil.
Porque? Quando olho o relógio percebo que está na hora de ir trabalhar. Mas é ai que eu me lembro que sou o dono daquela firma e que sim, dá um tempo de eu ir para casa, tomar um banho e tirar qualquer vestígio dessa noite que eu mau me lembro, por que ninguém vai poder reclamar pro patrão.
Rio da minha própria piada...

...sei tão pouco de você...


Não sei porquê
Insisto tanto em te querer
Se você sempre faz de mim
O que bem quer
Se ao teu lado
Sei tão pouco de você
É pelos outros que eu sei
Quem você é...

Eu sei de tudo
Com quem andas, aonde vais
Mas eu disfarço o meu ciúme
Mesmo assim
Pois aprendi
Que o meu silêncio vale mais
E desse jeito eu vou trazer
Você pra mim...

E como prêmio
Eu recebo o teu abraço...


Subornando o meu desejo
Tão antigo
E fecho os olhos
Para todos os teus passos
Me enganando
Só assim somos amigos...

Por quantas vezes
Me dá raiva de querer
Em concordar com tudo
Que você me faz
Já fiz de tudo
Prá tentar te esquecer
Falta coragem prá dizer
Que nunca mais...

Nós somos cúmplices
Nós dois somos culpados
No mesmo instante
Em que teu corpo toca o meu
Já não existe
Nem o certo, nem errado
Só o amor que por encanto
Aconteceu...

E é só assim
Que eu perdôo
Os teus deslizes
E é assim o nosso
Jeito de viver
E em outros braços
Tu resolves tuas crises
Em outras bocas
Não consigo te esquecer


A coisa mais importante em uma pessoa?



" Eu amo as pessoas que me fazem rir! Sinceramente, acho que é a coisa que eu mais gosto, RIR. 


Cura uma infinidade de males. É provavelmente a coisa mais importante em uma pessoa."


* Amo, amo, amo... 
pessoas que riem sempre, sem precedentes! 
Pessoas verdadeiras, sorrisos sinceros, 
é o que tenho encontrado por minha vida,
e tem sido essencial para mim...  
Obrigada pessoas lindas!

Mais em:   Pessoas vazias me dão sono!

A chuva não tocou ninguém!


A chuva caia lá fora... mas não molhava ninguém
E o mesmo acontecia entre nós
Assim como a chuva que tinha tudo para ensopar, tínhamos tudo para dar certo...
Mas, naquela noite, nada aconteceu...
Naquela noite a chuva não tocou ninguém!


E entre nós, que tínhamos o universo a nosso favor,
não tínhamos amor o suficiente para preencher a nós mesmos
e um não deixar o outro ir...
Naquela noite eu entendi que éramos como aquela chuva que escorria das nuvens...
mas não chegava na terra.

Sim...



"Sou apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer."

Se você quiser!



Se você quiser eu vou te dar um amor, desses de cinema 
Não vai lhe faltar carinho, plano ou assunto ao longo do dia...

Coisas que de mim eu não sabia...

Guardo uma beleza no olhar, coisas que só meus olhos conseguem enxergar. 
Vejo riquezas nas coisas simples e sentimentos nos pequenos gestos. 
Eu aprecio a humildade e sei que a grandeza está nas pequenas coisas 
que se transformam em aprendizagem. 
Costumo fotografar em pensamentos imagens dos mais diversos momentos, 
guardo tudo o que foi bom no álbum da minha memória e o que foi ruim, não revelo para ninguém.
Tenho um sexto sentido de dar inveja, sei de coisas que ainda 
vão acontecer e consigo ler o que ainda irão escrever. 
Não faço ideia do que se passa na sua cabeça, mas 
consigo decifrar a sua má intenção. 
Às vezes caio nela, às vezes não. 



 Eu gosto das minhas roupas e do jeito que elas me vestem, 

me fazem esconder o que por dentro costumo levar. 
Eu coleciono cartas, algumas jogo fora, outras escrevo sem te mandar. 
Eu te dou pistas, te esbarro de palavras, mas você não consegue me decifrar. 
E entre o meu silêncio, na minha acomodação, no meu canto eu grito sem ninguém me escutar. 



 Tenho saudades do tempo que não volta e costumo voltar para tentar resgatar.

Tem dias que acordo sem me levantar, tem dias que levanto sem acordar. 

Tenho manias de emprestar sorrisos e sonhos, uso todos e depois eu devolvo. 
De rancores eu não posso negar, já guardei alguns na mala, mas ficou muito pesado para carregar. 
Algumas vezes caio em contradição e outras vezes na sua mão. 
São coisas que eu não conhecia, coisas que de mim eu não sabia. 
Agora eu sei.

A morte





A morte não é a maior tragédia do ser humano...

é pior quando algo vital dentro da pessoa morre enquanto ela está viva.
Essa morte é certamente a coisa mais terrível e trágica!

Pois é,


nem se deu a oportunidade de me conhecer...
Que pena!

Vem, vem

Você vem de repente
Me pega de jeito
Me faz sentir mulher
Seduz o meu corpo
Provoca com gosto
E faz como bem quer...

Suspira baixinho
Pedindo carinho
Isso ele faz como ninguém
Se faz acalanto
E me joga num canto
Depois diz que não vem...

O que foi que eu fiz
Ele foge de mim
Desvia o meu olhar
É todo enrolado
Talvez desesperado
Mas eu digo tudo bem...

Vem, vem...
Vem devagar e ligeiro
E não sabe bem se quer
Vem, vem...
Vem devagar e ligeiro
E não sabe bem se quer...

* Nem acredito... meu primeiro SAMBA!  A-do-ro estar inspirada!

"Pra sempre"


Olhei para a foto e lembrei.

De quando me perguntavas, quase que diariamente:
- Prometes que ficarás comigo pra sempre?
Tem certeza que irás casar comigo?
E eu dizia:
- Sim! (com todas as minhas forças...)

Não mentimos um minuto sequer!
Foi pra sempre...
Eterno enquanto durou...
Essa era a nossa verdade...

Mas o "pra sempre", sempre acaba!

E como diz San, uma pessoa muito especial para mim:

"Pra sempre"... Definitivamente não quer dizer que isso ou aquilo 
vai durar pelo resto de suas vidas...
Que dizer que você nunca esquecerá!

Aprendiz da vida!



Exitem dois tipos de sabedoria: a sabedoria inferior é dada pelo quanto a pessoa sabe e a superior, dada pelo quanto ela tem consciência de que não sabe. 
Tenha a superior. Seja um eterno aprendiz da vida!

Perdida!


Sei que estou perdida. Parcialmente perdida. Pelo menos. Sei que estou entrando em terreno perigoso. O que queres de mim? Você sempre chega de leve, como quem não quer nada. Agora nem vai me levando aos poucos, vai me levando como quem sabe que pode, como quem sabe que não precisa mais pedir. E não precisa. Vai aparecendo na minha vida como dono, e sabe que não é, mas que pode se comportar assim, porque eu deixo. Não é imposição, não é submissão, é querer. E eu te quero exatamente assim. Sei que se eu falar "Não!", para o que quer que seja, você pode até estranhar, mas respeita. O problema é que eu não quero falar não. Eu quero exatamente como está e talvez um pouco mais. Você aparece de vez em quando, faz o que quer e o que eu quero. Depois, de leve, me beijando com carinho e com força, vai embora. O que queres de mim? Que eu continue assim, te esperando aos poucos? Ou que eu te puxe com força, não te deixe ir ou te faça voltar mais cedo? Eu não consigo entender tudo o que seus olhos me dizem. Eles me dizem tantas coisas... me dizem quando você me quer e como. Me dizem se devo te beijar e me jogar em seus braços ou se não é exatamente o melhor momento. Mas não me dizem o que fazer quando você está indo embora, quando você está longe. E eu me perco. Eu estou perdida nos teus olhos, que sempre me chamam, de um jeito ou de outro. Estou perdida porque estou me  deixando apaixonar sem saber se é isso. Mas é bom me perder assim... principalmente quando numa manhã fria acordo com teus olhos me olhando, felizes por estarem ali...

A porcaria do motor...

Hoje.. na aula... ouvindo música... rapidamente pego meu caderno e começo a escrever frases soltas...
ficou uma porcaria, uma "bosta"... Mas bom, vou registrar pois afinal, é preciso de um parâmetro para que eu possa saber se evolui na escrita... rs

- Esse motor, aqui dentro...
será que é movido por amor?
Será que é movido pela dor?
Porque do nada para?
Porque do nada pensa?
E se entristece , e me estabelece

E o motor reflete:
Qual será meu verdadeiro eu, qual o meu verdadeiro sentir?

Lembra daquele amor, como eu sou,
como me comporto, como amo amar alguém...
Necessita de algo do lado
pelo simples fato de amar
o meu jeito de amar?

Amor é, e sempre será o motor de muitas causas... -

*23.04.12

Insistir


"Insistentemente plantava morangos em campos de ervas daninhas. 
Um dia, pensa ela, haverá de avermelhar essas terras..."



Insistir naquilo que já não existe é como calçar um sapato que não te cabe mais...
Machuca,causa bolhas,chega a carne viva e sangra.
Então é melhor ficar descalço!
Deixar livre o coração enquanto vive.
Deixar livre os pés,enquanto cresce.
Porque quando a gente cresce  o número muda.
As vezes você tem que esquecer o que você quer 
para você começar a entender o que você merece!
(Que por vezes, você merece muito mais do que imagina!)

E fui andando sem pensar em voltar...

Um belo dia resolvi mudar
E fazer tudo o que eu queria fazer
Me libertei daquela vida vulgar
Que eu levava estando junto a você
E em tudo que eu faço
Existe um porquê
Eu sei que eu nasci
Sei que eu nasci pra saber
E fui andando sem pensar em voltar
E sem ligar pro que me aconteceu
Um belo dia vou lhe telefonar
Pra lhe dizer que aquele sonho cresceu


No ar que eu respiro,
Eu sinto prazer!
De ser quem eu sou
De estar onde estou
Agora só falta você!

Fácil e difícil



Falar é completamente fácil, quando se tem palavras em mente que expressam a tua opinião.
Difícil é expressar por atitudes e gestos o que realmente queres dizer, o quanto queres dizer, antes que a pessoa se vá embora.

Fácil é perguntar o que se deseja saber.
Difícil é estar preparado para escutar esta resposta. Ou querer entender a resposta.

Era o pedaço de você que eu levei comigo!



Fazem meses que não te vejo, que não falo com você; não sei se você está bem, se está estudando, se está gostando de outro alguém ou se às vezes ainda sonha comigo. Nada mais sei sobre você, além do que sobrou. 
Recentemente vi umas fotos suas, o corte de cabelo ainda era o mesmo, o físico, o estilo de roupas. 
Mas tinha algo diferente, eu sei que tinha, porém, como eu poderia explicar? Era algo no seu olhar castanho escuro, como se faltasse algo por dentro de você.
Era o formato dos traços do seu sorriso, como se tivesse perdido um pedaço de você... 
... Então lembrei, talvez o que faltava, era o pedaço de você que eu levei comigo, e não consegui te devolver.'

Relacionamento sério?



Você me pergunta pela minha paixão, digo que estou encantada com uma nova invenção!

*Em um relacionamento sério: com a minha profissão

Um diálogo

Ele: Oi.
Ela: Oi.
Ele: Posso sentar aqui?
Ela: A praça não é minha. A vida é tua.
Ele se senta.
Ele: Dia díficil, é?
Ela: Talvez.
Ele: Como?
Ela: Talvez.
Ele: Não. Digo, como assim? Talvez?
Ela: Gosto dessa palavra. Uso quando não quero responder ao que perguntaram.
Ele: Ah.
Ela deu um sorriso sarcástico.
Ele: Aposto que se eu fosse ele, sorriria pra mim.
Ela: Ele quem?
Ele: O cara que você ama.
Ela: Não amo um cara.
Ele: Eu sei que ama. Eu te entendo.
Ela: Hum. Sofre também?
Ele: O que?
Ela: Digo, sofre por amor também? Que nem eu?
Ele: Não... Por amor não. Pela falta dele, talvez.
Ela: Talvez?
Ele: É. Gosto dessa palavra. Uso quando não quero aceitar os fatos. 
Aprendi com uma menina a uns minutos atrás. Ela tem um sorriso lindo.
Ela: Como sabe do sorriso dela? Ela nem sorriu.
Ele: Eu aposto nisso. Ela ainda vai sorrir pra mim.
Ela: Acho díficil, ela tá tendo um dia díficil.
Ele: Eu não.
Ela: Ah, então ela te desafia.
Ele: E eu desafio ela a começar tudo de novo.
Ela olha pra baixo.
Ele: Oi, posso sentar aqui?
Ela sorriu.
Ele: Viu, eu disse.
Ela: O que?
Ele: Que ela tinha um lindo sorriso.
Ela: Tem telefone?

Meu coração de repente inventou de sapatear?

Deu pra escutar
A canção que tocou pra gente
E o meu coração que
De repente
Inventou de sapatear?


Ou eu fui louca
E tudo foi um grande engano
E eu faço o plano
E o contraplano
De um filme prestes a acabar?

Só pra saber
Nesse tal filme de romance
Antes que o público se canse
Você me beija no final?

Um sim cai bem
Mas não se sinta pressionado
Porque um beijo obrigado
Na tela imprime meio mal

Sem problema
Ser figurante da sua história
E, olha, nem força sua memória
Nem nome eu preciso ter

Mas, cuidado
Me deixa no canto da sala
Que se eu tiver alguma fala
Eu mudo pra 'Eu amo você'




Posso entrar ?


A felicidade não entra em portas fechadas!

Não me leva a mal...

Ando meio desligada...

Olho e não vejo nada,
eu só penso... se você me quer...

Ah, eu nem vejo a hora de te dizer
aquilo tudo que eu decorei
E depois daquele beijo, que eu já sonhei,
você vai sentir, mas...

Por favor,
Não me leve a mal...
Eu só quero que você me queira!

Então me ligue, talvez?

Joguei um pedido em um poço...
Não me pergunte, nunca contarei
Olhei para você enquanto caía,
E agora você está no meu caminho...

Eu troco minha alma por um pedido. Moedas e centavos por um beijo


Não, não estava procurando por isso,

Mas agora você está no meu caminho!

Ei, acabei de te conhecer,

E isso é loucura,
Mas aqui está o meu número de telefone,
Então me ligue, talvez?



É difícil olhar direito,
Para você...
E todos os outros garotos,
Tentam correr atrás de mim,
Mas aqui está o meu número ...

Você se demorou na ligação

Eu não demorei para me apaixonar
Você não me deu nada,
Mas mesmo assim, você está no meu caminho!


Então... me ligue, talvez?

Pode ser uma nova ilusão!



Já me acostumei com a insegurança

De quem não quer sofrer

A paixão certeira que nos alcança
Quem poderá prever
A profundidade e o envolvimento
Não dá pra controlar


A longevidade do sentimento
Só o tempo dirá...


Quando a tua boca me rouba um beijo

Sinto meu chão rachar
Amo os teus contornos em te me vejo
Dentro de teu olhar

Mas bem lá no fundo me bate um medo

Medo de me entregar

Quase todo mundo tem um segredo
Me ajuda a desvendar

Pode ser uma nova ilusão

Pode ser esse meu coração

Ou será o amor, ou será?

Tudo Que Vai...

Hoje é o dia
Eu quase posso tocar o silêncio
(...)
Eu fico à vontade com a sua ausência
Eu já me acostumei a esquecer
Tudo que vai

Deixa o gosto, deixa as fotos
Quanto tempo faz
Deixa os dedos, deixa a memória
Eu nem me lembro mais

Salas e quartos

Somem sem deixar vestígio
Seu rosto em pedaços
Misturado com o que não sobrou
Do que eu sentia
Eu lembro dos filmes que eu nunca vi

Passando sem parar
Eem algum lugar.


Quanto tempo, eu já nem sei mais o que é meu

Nem quando, nem onde


Tudo que vai...
Eu nem me lembro mais!


*Recomendo: Solta da minha mão!

Se petrifica...




“Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata”.

Vá se danar!

Vá se danar!

Você dá nada a ninguém
Nem um olhar
Nunca falou tudo bem
Tem, mas não dá
Sorrir jamais lhe convém
Você é má
Mas há de ter um bem
Você dá nada a ninguém 

Vá se danar!
Danada, não perde o trem
Sabe nadar
Mas nada sabe de alguém que sabe amar
Eu quero ser seu bem
Você é má

Você é maluca

Você é malina
Você é malandra
Só não é massa...
E você magoa
E você massacra
E você machuca
E você mata!

Você é má, mas pode ter um bem...
Danada, finge tão bem

Sabe negar
Jamais dá a quem tem demais pra dar
Mas eu serei seu bem
Você é má
...e você machuca,

você mata!